Arquivo da tag: novatas de make

Esse é mais um post dedicado às novatas de maquiagem, e ainda mais especificamente para as novatas da língua inglesa, que estão aprendendo mais sobre este universo da beleza. Realmente é um universo, com infinidade de coisas, e sempre aparece mais novidades – e consequentemente, mais termos. E como as novidades geralmente vêm de fora, é melhor saber o básico do vocabulário em inglês para itens e expressões de maquiagem…

O entendimento delas é essencial para que as novatas possam comprar no exterior e entender os vídeos sobre maquiagem no YouTube.

Abaixo vai uma listagem de termos que vemos por aí, tanto no Brasil quanto no exterior.

Aulinha de inglês de maquiagem…

Itens de maquiagem:

Foundation: base
Concealer: corretivo
Powder:
Primer: recente no Brasil, também é chamado de “primer” (pronuncia-se “praimer”) ou “potencializador” – algo neste gênero. É o produto que é aplicado antes de alguma etapa para manter o próximo item no rosto por mais tempo.
Cream: creme / cremoso
Liquid: líquido
Eyeshadow / eye shadow (ou apenas “shadow”): sombra
Lipstick: batom
Lipgloss: gloss labial
Lipliner: delineador labial
Lip Plumper: produto que ressalta a boca e pode dar a impressão de deixá-las carnudas. Plumper em inglês é uma expressão para “mentira”.
Lip Balm: hidratante labial
Eyeliner: delineador para os olhos
Mascara: rímel / máscara para cílios
False eyelashes: cílios postiços
Brush: pincel
Sponge: esponja

Partes do rosto ou corpo:

Eyes: olhos
Eyebrows: sobrancelhas
Lid (ou “eyelid”): pálpebra
Mouth: boca
Forehead: testa
Cheek: bochecha
Nose: nariz
Face: face / rosto
Skin: pele
Finger: dedo (muitas usam para maquiar)
Lashes / eye lashes: cílios
Lower lash: cílios inferiores
Lash line: linha dos cílios / Lower lash line: linhas dos cílios inferiores

Características de produtos ou pele:

Age: idade. Palavra muito usada em produtos antiidade.
Matte: aspecto “matificado”, opaco. A palavra “mate” em português não existe, mas a expressão “matificar” já é bastante usada para isso.
Oil: óleo / Oily: oleoso (pele, por exemplo)
Dry: seco (muito usado também para definir a pele)

Expressões ou outras palavras:

Tap it (ou “tap if off”): bater para retirar o excesso (muito falado para bater o pincel para tirar o excesso de pó)
Apply / put: aplicar / colocar
Make-up (ou “makeup”): maquiagem
Product: produto
Look: visual (embora “look” no literal é “olhar”)
Flawless: perfeição ou sem defeito. Geralmente as americanas/inglesas falam “flawless look”, ou seja, visual perfeito ou sem defeitos.
Corner: canto (cantos interno e externo dos olhos, por exemplo). Outer corner é canto externo e inner corner, canto interno.
Blender: esfumador
Highlighter: iluminador
Light: claro
Dark: escuro
Soft: suave
Shade: tom / tonalidade
Color: cor
Sparkle: brilho
Glitter: glíter, purpurina

Algumas cores e palavras relacionadas:

White: branco
Gray: cinza
Beige: bege
Black: preto
Red: vermelho
Orange: laranja
Ochre: ocre
Brown: marrom
Yellow: amarelo
Green: verde
Lime: verde limão
Blue: azul
Purple: roxo
Violet: violeta
Magenta: vinho puxado pro rosa
Pink: rosa
Silver: prata
Gold: ouro / dourado

Há muita dúvida por parte de quem é novata no mundo da maquiagem quanto a pincéis. Considerando que o hábito das mulheres de usar pincéis para se maquiar no Brasil chegou muito depois que no exterior, ficando mais forte a partir do ano passado após as marcas brasileiras de maquiagem lançarem pincéis também, muitas mulheres ainda estão se acostumando com cada pincel e sua função. Outras, ainda estão usando apenas a famosa “esponjinha” para aplicar sombras e não têm ideia da variedade de opções que existe no mercado com esta finalidade. Além disso, para se ter um ótimo resultado na maquiagem, ferramentas para isso são fundamentais. E os pincéis estão no topo da lista de tais ferramentas.

Por tudo isso esclareço aqui o que cada tipo de pincel de maquiagem faz, basicamente.

Mostrarei nas imagens, como exemplos, os pincéis da Sigma Makeup – que entrega para o Brasil e fabrica pincéis de boa qualidade, comparados até com os da MAC -, porque a marca tem os tipos de pincéis que todas nós, que gostamos de maquiagem, precisamos saber. Porém, a Coastal Scents – que também entrega para o Brasil – tem pincéis ótimos! Eu mesma não tenho nenhum da Sigma, apenas da Coastal.

Tenho o kit Metallic Plum Brush Set e mais dois individuais (este e este), além de alguns das brasileiras ProArt, Marco Boni e O Boticário.

Posso dizer que a qualidade dos pincéis da Coastal Scents me agradam mais que as brasileiras; embora o pincel de pó (que na verdade uso como pincel de blush) e o de delinear os olhos, ambos da ProArt, sejam muito bons e por isso eu uso bastante. Enfim, há essa variedade no mercado e obviamente alguns são melhores que outros, por isso é preciso pesquisar antes de comprar ou testá-los, se possível.

Rosto

1: Este é o chamado kabuki e tem várias utilidades, por isso é bem querido por quem o tem. Pode ser usado para produtos em pó. Como ele normalmente é bastante denso, é recomendado também para maquiagem mineral; por exemplo, base em pó. Também pode ser usado para esfumar blush, iluminador, bronzer, etc. Sempre com movimentos circulares.

2: Pincel para pó facial, ou seja, um dos pré-requisitados para quem quer começar a ter pincéis. Sempre denso e com largo diâmetro; arredondado. Bem parecido com o kabuki, mas pode ser menos denso. Cerdas naturais*.

3: Para blush – outro que deve estar na coleção de pincéis. Este indicado na imagem, especificamente, tem as cerdas cortadas diagonalmente – ou chanfrado, palavra normalmente usada para definir este corte. Quando chanfrado, a ponta do pincel pode “encaixar” nas profundidades do rosto para o blush ou bronzer. Porém, para a plicação do blush, o pincel pode ser redondo. Cerdas naturais*.

4: Para base líquida ou cremosa, mas também uso para aplicar corretivo (líquido ou cremoso também) nas olheiras ou manchas maiores. As cerdas são sintéticas justamente para aplicar produtos líquidos. As cerdas devem ser macias e compridas para dar movimento. O movimento na aplicação deve ser vertical e horizontal, e não circular, porque o pincel é levemente achatado.

5: Conhecido como duo fiber (pronuncia “duo faiber”), é usado geralmente para base líquida e dar um acabamento mais natural que o pincel de base mostrado anteriormente. Também pode-se aplicar com ele produtos em pó, como iluminadores e blushes. É chamado de duo fiber porque mistura cerdas naturais com sintéticas – assim, ganha densidade e várias funções, como aplicar líquido e pó.

6: Para corretivo líquido ou cremoso, tem as mesmas cerdas que o princel para base líquida (4). Tem cerdas menores e curas para a plicação em pequenas áreas.

7: Pincel para lábios, costuma ter cerdas firmes, mas macias. Tem pequenas cerdas, arredondadas, para também fazer o contorno dos lábios mais detalhadamente. Normalmente é de cerdas sintéticas para que elas não absorvam o batom ou gloss.

Olhos

8: Pincel para delinear os olhos, este tem bem poucas cerdas, médias, mas firmes. Serve para aplicar delineador líquido, cremoso ou em gel. Por ser pontiagudo, faz traços finos com precisão. Há pincéis de mesmas características, exceto por ter mais cerdas, fazendo com que sejam mais largos horizontalmente – estes, faz traços mais largos. Cerdas sintéticas.

9: Para delinear os olhos também, mas este é achatado, mais largo e chanfrado. É para quem não tem muita precisão para delinear, pois o traço é rapidamente feito. O chanfrado ajuda a seguir o traço ao longo da linha dos cílios. Também faz traço fino. Cerdas sintéticas.

10: Para aplicar sombras em pó nas pálpebras, é arredondado e largo a ponto de abranger boa parte da área da pálpebra. As cerdas, geralmente naturais, devem aderir as sombras em pó para a aplicação nas pálpebras. Também pode ser usado na aplicação de iluminador (sombra mais clara que sua pele) abaixo das sobrancelhas.

11: Para sombras em pó no côncavo ou detalhes, tem o mesmo tipo de cerdas do pincel para pálpebra, mas é redondo e com menor largura. Também é ótimo para o “V” externo nas pálpebras, que depois é esfumado com o pincel a seguir, e para aplicar sombras na linha dos cílios inferiores.

12: Para esfumar sombras, tem cerdas macias e compridas. Com movimento de vai-e-vem, esfuma as cores e dá o efeito chamado “smoke look” (visual esfumado). Também pode aplicar o iluminador abaixo das sobrancelhas e aplicar as sombras, caso queira o visual esfumado. Cerdas naturais.

13: Ideal para aplicar sombras e primers cremosos, é levemente achatado e arredondado. Por normalmmente ser de cerdas firmes, embora macias, tem esta função também de ser usado com produtos cremosos. Particularmente, prefiro espalhar sombras cremosas com os dedos mesmo, mas tem gente que usa bastante este tipo de pincel. Também pode ser usado para aplicar sombras nas linhas dos cílios, pois dá maior precisão por ser achatado. Cerdas sintéticas.

* Cerdas naturais, mas podem ser sintéticas tranquilamente, desde que os pincéis sintéticos sejam macios e densos. Leia mais sobre isso ao fim do post.

Outros

Estes dois pincéis não são vendidos ainda pela Sigma, mas muitas marcas incluem eles nos kits – como a americana Smashbox, marca destes pinceis da imagem. O primeiro, da esquerda, de um lado tem um pente e de outro uma escova firme, para pentear as sobrancelhas e cílios. Em inglês é chamado de “brow comb” (pente de sobrancelha).

O segundo é chamado de “leque limpador” em português; lá fora é conhecido como “fan brush” (pincel leque). Este, serve para limpar pó de sombra que caem no rosto, esfumar blush e dar um toque natural na finalização da maquiagem, ao ser passado levemente pelo rosto. Tem cerdas longas e é achatado; bem macio. Pode ser de cerdas naturais ou sintéticas.

Naturais e sintéticos

Os pincéis de cerdas naturais vem de pêlos de animais como cabra (“goat”, em inglês), texugo (“badger”), pônei (“pony”), zibelina (“sable”), esquilo (“squirrel”), ou outros que tenham pêlos macios e compridos. Se os fabricantes matam ou não tais animais para a fabricação dos pincéis, é uma eterna dúvida. Porém, algumas marcas estrangeiras, por exemplo, dizem que seus pincéis são “cruelty-free” (livre de crueldade, em português) – ou seja, não maltratam os animais para a obtenção dos pêlos. Quem é vegetariana ou apenas não é a favor do maltrato dos animais, este selo pode tranquilizar. A Coastal Scents também declarou nesta página que também não maltrata animais. As cerdas podem ou não ser tingidas – por isso, na primeira lavagem, pode sair um pouco de coloração.

As cerdas naturais costumam ser bem macias e finas, além das características de escamas – como o fio de cabelo – ajudar: a maquiagem em pó adere mais a estas cerdas. Por outro lado, é melhor evitar o uso destes pincéis para maquiagem líquida ou cremosa; imagine você colocar este produtos no seu cabelo! Fica uma meleca e estraga os fios, porque eles absorvem o líquido ou creme. Quando o pincel é misto com cerdas naturais e sintéticas, pode ser usado também para produtos cremosos; o exemplo é o duo fiber, citado anteriormente.

Os pincéis de cerdas sintéticas são mais utilizados para a aplicação de produtos líquidos ou cremosos. Podemos reparar que nos kits profissionais de pincéis, os de cerdas naturais aparecem para esta função. Entretanto, as cerdas sintéticas estão evoluindo muito para serem idênticas às naturais no que diz respeito à qualidade. Estão ficando cada vez mais macias e também feitas para aderir bem os produtos em pó.

É como o kit de viagem de pincéis com cerdas sintéticas vendido na Brigette’s Boutique, que é muito bem comentado na página do produto e no Youtube. Tem também os maiores no kit completo dos pincéis, nesta página. A Coastal Scents também vende alguns sintéticos. Como opção brasileira, a linha da Boticário de pincéis é feita com cerdas sintéticas – embora eu não ter sido muito fã dos pincéis da marca, por serem muito firmes.

Enfim… Atualmente, há para todos os gostos e estilos de vida! Tudo para facilitar no dia a dia e para o resultado da maquiagem ser profissional: depois dos pincéis, basta ter o conhecimento.

Após indicar neste post alguns sites internacionais para compras de maquiagem com algumas dicas, explico agora o que é o PayPal e como você pode fazer uma conta pessoal nele para fazer compras seguras nos sites internacionais.

Breves esclarecimentos sobre o PayPal

O que é?
O PayPal é um site seguro, verificado pela SSL (protocolo para sites confiáveis), que intermedia o pagamento (no caso das compras) ou recebimento de dinheiro através de cartões de créditos internacionais ou conta bancária anteriormente atrelada ao site. Atualmente ele aceita cartões brasileiros das marcas Mastercard, Visa e American Express.

Por quê fazer?
Porque é o meio mais seguro de comprar em sites internacionais, já que você não fornece nenhum dado pessoal ou do seu cartão de crédito ao site – você só coloca que irá pagar com o PayPal, que o site irá te encaminhar para a página do PayPal para que você efetue a compra. Lá ficam registradas suas informações, por isso também é cômodo: você não precisar preencher seus dados a toda compra. É só confirmar.

Todo site internacional de compra oferece a opção de pagar através do PayPal?
Infelizmente não, mas a maioria sim. Os sites que oferecem esta possibilidade avisam que o pagamento através do PayPal é aceito logo na página de confirmação de pedido.

É gratuito?
Tanto para cadastrar quanto para manter a sua conta lá você não tem custo nenhum! Eles apenas cobram tarifas caso você seja vendedor(a) e receba dinheiro através dele, mas não é este tipo de conta que explico aqui. Para comprar você só precisa da conta “Pessoal”.

Posso cadastrar minha conta bancária para pagar através dela?
Provavelmente não, se você mora no Brasil. Esta opção é válida apenas para quem tem conta bancária nos Estados Unidos.

Posso cadastrar cartão de crédito normal?
Não! Apenas cartões de créditos internacionais, ou seja, que permitem fazer compras no exterior. Converse com o seu banco para saber como adquirir um cartão de crédito internacional.

Como sei se meu cartão de crédito é internacional?
Normalmente, o cartão que é válido apenas no Brasil vem escrito na frente a seguinte frase: “Valid only in Brazil”. Se está escrito isso, não é aceito internacionalmente.

Quero mais informações!
Acesse o Centro de Ajuda do PayPal, já traduzido para o português (caso não esteja, vá na página principal do site e escolha a opção Brasil > Português), e procure a informação que deseja. Lá tudo é explicado!

Como cadastrar e comprar

Agora que você já sabe o que é o PayPal e tem cartão de crédito internacional, é só cadastrar os seus dados pessoais e do seu cartão!

Como cadastro?
Vá até a página principal e clique em “Inscreva-se”. Vai aparecer uma página onde você escolhe o seu país, idioma e tipo de conta. Escolha a conta “Pessoal”, caso faça apenas compras. Depois é só inserir os seus dados pessoais no formulário e confirmar. A próxima página irá pedir os dados do seu cartão de crédito ou dados de sua conta bancária; após preencher tudo corretamente, confirme.

A confirmação e os próximos passos do cadastro serão enviados ao e-mail que você cadastrou. Este e-mail também será o seu login para acessar sua conta. Pronto!

E então?
O PayPal mostra, na página principal de “minha conta”, alguns dados básicos da sua conta. Nesta página é mostrado, assim que você se cadastra, que o status da sua conta não é verificado e há um link para obter esta verificação (veja na imagem abaixo).

Porém, se você fizer compras de pequeno valor, não é necessário fazer esta verificação. Particularmente, não recomendo que não verifique seu cartão. Se você verifica, dá mais segurança ao site e ao vendedor que o cartão é seu (ou de alguém que você conhece), e além disso, não custa nada.

Como é feita essa verificação?
Quando você pede para que o seu cartão seja verificado, o PayPal debita 1.95 dólares do seu cartão de crédito, contendo nesta cobrança um código que você deverá informar na sua conta – o que irá tornar a sua conta verificada.

Este código tem quatro dígitos e será informado logo após a palavra “PayPal” ou “PP” (iniciais do site), na fatura do seu cartão de crédito. Se você tem acesso às informações do seu cartão de crédito através do site do seu banco, não precisa esperar até a fatura para obter este código – basta ver nas informações do seu cartão no site do banco.

Esses 1.95 dólares é uma taxa?
Este é um valor que será creditado em sua conta do PayPal, logo após você verificar o cartão no site. Este crédito será usado automaticamente em sua próxima compra através do PayPal.

Será cobrado valores em dólares no meu cartão de crédito?
Não. O PayPal converte em reais o valor de sua compra e não desconta o valor em dólares – o que é bom, já que os bancos cobram uma taxa de conversão de moeda caso haja cobrança em alguma outra moeda que não seja o real.

O que mais preciso saber?
Tudo o que precisa saber para ter a sua conta no PayPal e comprar através dele, já foi informado aqui. Agora é só se lembrar dele ao comprar em sites internacionais e escolher a opção de pagamento PayPal para confirmar a compra!

No ato da compra, aparecerá uma página do PayPal que pedirá que confirme seus dados pessoais, de entrega do pedido, e o valor da compra convertido já em reais – dependendo da cotação atual do dólar.

Espero ter esclarecido suas dúvidas e que você tenha ótimas e seguras compras!