Arquivo da tag: culinaria

Há alguns meses ganhei da Cozinha Ana Maria Braga um conjunto de panelas, pra falar aqui no blog sobre elas – de forma sincera, como sempre sou aqui. E aqui vão as minhas considerações sobre os produtos!

Quando saíram as panelas (nas cores vermelho, laranja e azul), eu logo me apaixonei pelo conjunto mais diferente – o azul. E foi um conjunto da Linha Gourmet, azul, que recebi. Fiquei em êxtase! Porque eu iria acabar comprando de qualquer maneira.

Especificações

No site das panelas, estão as seguintes especificações:

– Design Exclusivo;
– Alta Qualidade e Durabilidade;
– Revestimento Antiaderente de Cerâmica Biodegradável Excilon™ que não gruda e não agride o Meio Ambiente;
– Fabricadas em Alumínio Fundido;
– Alta Espessura – Fundo 4.0mm e Corpo 2.0mm;
– Pintura externa resistente a até 380º;
– As caçarolas podem ser levadas ao forno**;
– Cabos revestidos com silicone garantem segurança no manuseio;
– Fundos especiais que distribuem melhor o calor economizando até 40% de gás no cozimento;
– Tampas de vidro temperado com saída de vapor para visualizar os alimentos durante o cozimento;
– Fáceis de lavar.

** As caçarolas da Linha Gourmet foram criadas parem serem utilizadas tanto no forno como no fogão e desta forma não possuem o revestimento de silicone nas alças sendo necessário o uso de proteção para as mãos durante o manuseio. Não indicadas para fogos de indução. Não levar a maquina de lavar.

Itens Inclusos:

– 1 Panela com Tampa Ø 16cm;
– 1 Frigideira sem Tampa  Ø 24cm;
– 1 Grill sem Tampa  Ø 24 cm;
– 1 Caçarola com Tampa Ø 20cm;
– 1 Caçarola com Tampa Ø 24cm.


Considerações sobre o produto

Começando por algo que me surpreendeu logo de cara, quando abri a caixa: a espessura das panelas. São bem grossas e pareceram ser super resistentes a deformações. Apesar disso, não pesa tanto quanto parece. Elas são mais pesadas que panelas mais finas, como as que vimos por aí, mas o lado bom disso também é que elas ficam bem firmes em cima do fogão – não tombando pelo cabo, por exemplo.

Aliás, o cabo foi outra coisa que gostei, porque são feitos de silicone – além de você não se queimar, a textura dele é diferente de plástico, é mais macia e confortável. E ainda a chance de escorregar da mão é menor, porque o silicone é menos liso que o plástico.

A pintura externa das panelas é opaca, e não esmaltada, realmente lembrando cerâmica – e aguenta até 380º, segundo a marca. Por dentro o revestimento é bem antiaderente mesmo, feito de cerâmica com tecnologia da Excilon. Segundo o site da marca do revestimento, além de ele aguentar altas temperaturas, é ecologicamente correto porque é a base de água. Também diz ser resistente a riscos.

O fundo externo da panela é frisado em alumínio, sem o revestimento azul (para o calor se espalhar melhor pelo fundo), e tem a marca da Ana ao centro.

Quanto às tampas, também gostei pelo fato de serem de vidro e dar pra ver os alimentos dentro da panela. Elas têm um buraquinho onde o vapor da comida sai. A alça da tampa também é de silicone.

Um item que gostei muito e não tinha ainda, é o grill. É a frigideira quadrada, com ondulações na parte interna para grelhar alimentos. O curioso nessa peça é o lugar na borda para apoiar o utensílio de mexer os alimentos (não incluso).

Outro item que tem diferencial é a panela menor, pois nela há um “vinco” (digamos assim) pra escorrer melhor os líquidos.

Por fim, os itens que eles destacam e realmente são ótimos, são as panelas tipo caçarola – as duas com alças nas laterais. Essas alças, diferentemente das outras panelas da linha, não são revestidas por silicone – para poderem ir ao forno. O outro lado disso é ter cuidado ao pegar a panela no fogo ou forno, utilizando uma luva antitérmica ou pano.

Utilizando

Cozinhei umas três vezes nessas panelas e depois já as guardei – para ficarem bem novinhas até o casório!

Minhas constatações ao utilizá-las:

– Elas conservam bem o calor na comida, após pronta;
– O antiaderente é bem liso, e ao mexer eu percebi isso porque o alimento deslizou bem no fundo;
– Não tive medo de riscar quando fui garfar um filé, pois realmente esse contato rápido com o antiaderente não o danifica (é claro que não abusei mais que isso);
– É melhor não pegar mesmo na alça sem silicone das caçarolas, porque elas ficam bem quentes!

Abaixo algumas das comidas que fiz nelas – dá pra ver a visão de dentro da panela pela tampa, e um filé grelhado (sem untar o grill).


As críticas que tenho são mais relacionadas à variedade de produtos na loja deles. Senti falta de panela de pressão, utensílios de silicone pra comprar junto com as panelas, e luva antitérmica. Mas já sei que novidades vem aí… Então tais críticas logo ficarão obsoletas! 🙂

Ou seja, tudo de bom! Podem investir. Creio que você não se preocupe mais com panelas deste kit por, no mínimo, 10 anos.

O valor desse kit é R$699,00 à vista (eles dividem em até 10 vezes). Um tantinho salgado, mas é um investimento mesmo. Aliás, sempre sai códigos de desconto no Facebook da Ana.

Curtiram minhas panelas azuis? 🙂

15/06/2011 | Por Colaboração | Culinária | ,

Pois é. Logo que vim para o Sul do Brasil, não tinha idéia de que gosto tinha esse tal pinhão que tanto gostam e falam por aqui. E a opiniões são sempre divididas entre os que amam e os que odeiam.

E lá vou eu, Amanda CURIOSA Armelin provar tal iguaria.

Primeiro que eu não fazia idéia como escolher pinhão. Mas pelo jeito não se escolhe mesmo: você chega no supermercado, enche o saquinho, pesa, paga e vai embora… 😉

Você vai precisar de…
  • Pinhão (quantidade que quiser)

Preparo

Aí chega em casa, coloca cozinhar na panela de pressão com um o dobro de água, deixa uma horinha lá.
Depois tira, descasca, bota um salzinho e come. Simples né?

Ó, vou dizer: O gosto é BOM! *.* Vale provar.

Como estamos minha galerinha do mal? Espero que com fome, porque a receita de hoje é delícia! É simples, rápida e fica deliciosa.

Vamos ao que interessa?

Você vai precisar de…
  • 1 kg de alcatra (ou outra carne de sua preferência)
  • 5 batatas pequenas
  • 3 tomates maduros
  • 2 cebolas
  • 1 cerveja escura (sugestâo: Leffe)
  • Sal, pimenta, mostarda, alho, ervas finas e shoyu opcional e à vontade

Preparo

Pique as cebolas e doure com manteiga ou óleo, dependendo de sua preferência. Corte a carne em cubos médios e junte com a cebola já dourada. Espere uma leve fritada da carne, acrescente os temperos que desejar.

Em seguida, adicione os tomates em cubinhos, espere uns 5 minutos e acrescente a cerveja. Deixe ferver, acerte os temperos se necessário e deixe cozinhar na panela de pressão por cerca de 20 minutos.

Enquanto isso, cozinhe as batatas em água quente, e depois de cozida a carne, adicione as batatas em pedaços. Deixe ferver mais uns 10 minutos e sirva com o acompanhamento de sua preferência.

Delicie-se! 😉

Sugestão para servir: Arroz Branco.
Rendimento: 8 a 10 porções.