Vamos lá, mulherada! Exercitem-se enquanto lê o Mulherando! Sem sair de sua cadeira! Segura peão!

É cada coisa louca que esses marketeiros inventam… Agora foi uma cadeira que tem velocidades de “remeleixo” no assento. Segundo os fabricantes da Hawaii Chair, ela faz você se exercitar enquanto trabalha ou… faz qualquer coisa! Você pode fazer as sua ligações, ter reuniões, mexer no computador, sem parar de fazer exercícios. Porque afinal, nem é um absurdo de mico você ficar rebolando sentada enquanto está trabalhando na empresa!

Olha só a propaganda. Nem as modelos estão levando a sério…

Modelo: “LOL I can really feel LOL this working… LOL LOL”


A apresentadora americana Ellen Degeneres também não se conformou com o absurdo “infomercial” e resolveu brincar com a cadeira. O resultado foi que eu quase fiquei igual na cadeira normal aqui em casa ao ver o vídeo, de tanto rir!


E depois, mais palhinha da cadeira no programa da Ellen…


Bom, exercitar com certeza não vai, mas você deve ficar o dia inteiro rebolando depois que ficar na Hawaii Chair. E as outras pessoas rindo…

O meu primeiro produto da Eyeko foi o rímel da marca inglesa, comprado há poucos meses, após ouvir dizer muito bem sobre ele. A marca promete que ele aumenta o comprimento dos cílios e hidrata com o uso frequente, já que a fórmula contém Panthenol (Vitamina B). Bom, isso eu não sabia, mas também não uso tanto assim para saber.


Merece: (4/5)

A embalagem é super fofa e parece ser econômica, uma vez que é um tubo maleável, um pouco mais forte que tubos de pasta de dente. Vem 8 ml de produto que parece durar bastante. Ao sair do tubo, a boca do tubo tira um pouco do excesso do aplicador. Porém, ainda acho que sai bastante. Outra coisa a destacar é que ele não é à prova d’água, portanto, borra de os cílios ficarem muito molhados.

Sou suspeita em falar de rímel porque sou bem enjoada para este tipo de produto. Gosto de rímel que não seja grudento, que não borre enquanto estou usando, que não fica acumulando entre os cílios – formando um efeito “patinhas de aranha”, quando os cílios ficam grudados um no outro -, quando é difícil de retirá-lo dos cílios, e muito menos quando borra muito na aplicação.

Analisando estes fatores no Eyeko Mascara, o que posso dizer é que tem sim que tomar cuidado na hora de aplicá-lo, pois ele borra fácil. Por outro lado, o produto não é grudento, aliás é bem líquido, o que é um ponto positivo ao meu ver. Já as cerdas, eu adorei porque tem esse espiral ao longo delas e, entre elas, pequenas cerdas. Isso faz com que o visual não fique muito carregado; o que eu prefiro, mas ainda assim, também é preciso tomar cuidado para que os cílios não grudem um no outro. Se grudar, dá para passar um pente para cílios e separar, já que o rímel é líquido e não grudento.

Já o resultado é bem legal, porque os cílios ficam que nem olho de boneca! A desenho em animê na embalagem representa bem o resultado, que é este visto logo abaixo nas fotos comparativas de antes e depois.

Todavia, um defeito chatinho que encontrei nele é na hora de tirar o rímel dos cílios.

Eu uso os lenços demaquilantes da Nívea, que são muito bons (farei resenha ainda dos dois tipos de lenços que a Nívea tem), e mesmo passando bastante nos cílios, apertando e até esfregando, ainda fica alguma coisa lá. O que mais incomoda é que até o outro dia, lavando o rosto, ainda sai produto num aspecto de “pó”. Então ele aparentemente não é grudento, mas na realidade é um pouco sim. Ele recebe quatro por isso e pelos cuidados na hora de passar.

Resumo da ópera: o durante e depois é um pouco trabalhoso, mas o principal, que é o resultado nos cílios, é interessante. Por isso, ainda recomendo para quem quer, realmente, dar a impressão que tem um super cílios.

O preço não é tão baixo assim, a 14 dólares. A Eyeko entrega ao Brasil, como eu já disse neste post. Veja a página do produto aqui.

A NYX, marca americana de maquiagem, é uma que admiro. Os produtos costumam ser acessíveis e de ótima qualidade, por isso tenho alguns produtos dela. Compro normalmente na estrangeira Cherry Culture, mas sei que tem meninas com lojas pela internet, ou no Mercado Livre, que vendem. As lojas oficiais da NYX no Brasil são poucas ainda (veja se tem próximo a você aqui); sei que, para variar, o preço é bem mais alto que no exterior.

A resenha desta vez será dos Jumbo Eyeshadow Pencils nas cores: Milk, Cottage Cheese, Black Bean e Orange. Abaixo, a foto do Orange, para mostrar como é o lápis, e os swatches dos que eu tenho.


Merece: (4.5/5)

Digo que o produto é 4.5 porque não dá pra usar ele sozinho, pois acumula nas dobras da pálpebra por ser muito cremoso. Porém, como base, seria cinco.

Como base de sombra em pó, ele é perfeito. O Milk, o mais famoso, é o que eu uso quando quero que a cor da sombra seja potencializada. Afinal, ele é branco, por isso serve como uma “tela branca” da maquiagem.

O Cottage Cheese é um bege claro com tons de prata. Percebi que este não tem a mesma textura que o Milk, por isso é meio fraco e tem que aplicar bastante para ter resultado. O Black Bean é preto, mas se espalhar, fica mais chumbo – se deseja que fique preto, passe bastante. E, por fim, o Orange é um laranja vivo, gosto da textura dele também.

Enfim, uma só cor de sombra pode ter vários resultados dependendo da cor da base cremosa que você usa. E os Jumbos cumprem perfeitamente bem esta função.

O preço nos sites estrangeiros é bem amigo: três dólares. Portanto, custo-benefício excelente!

Para terminar… O site brasileiro da marca diz algo que eu nem sabia: que pode ser usado também nos lábios. Testei desta forma e não gostei porque ficou com aspecto seco. Não gosto de misturar as funções dos produtos! Nunca dá certo mesmo.

Página 99 de 103« Primeira...102030...979899100101...Última »