É muito importante sabermos qual o tipo de cabelo nós temos para podermos tratá-lo de forma adequada. Usando sempre produtos de acordo com seu tipo, para não ter problemas futuros, como seborréia, queda, caspa, entre outros.

Nós classificamos os cabelos em secos, oleosos e normais.

Cabelos Normais

Geralmente são macios, com brilho e volume adequados. Não ressecam com facilidade, nem apresentam excesso de oleosidade. São fáceis de pentear e não necessitam ser lavados com muita frequência. O couro cabeludo costuma estar limpo e as glândulas sebáceas produzem apenas a gordura necessária para a alimentação dos cabelos. Sendo assim, basta lavar a cabeça com um xampu suave e ter o cuidado de proteger o cabelo de fatores externos como o sol ou o vento.

Mesmo assim, sempre digo não devemos dispensar as hidratações – que pode ser feita de 15 em 15 dias para manter o brilho e a vitalidade.

Cabelos Oleosos

Quem possui cabelos oleosos já não tem tanta sorte, já que as glândulas sebáceas têm uma produção acima do que seria necessário. A gordura faz com que o cabelo, que geralmente já é fino, perca ainda mais o volume. Deixando com aspecto de lambido.

Para manter a boa aparência são precisos cuidados diários. A lavagem é uma das principais medidas terapêuticas, uma vez que quando o couro cabeludo está sujo, impede que os folículos pilosos e as glândulas sebáceas funcionem de forma eficaz. Por isso os cabelos devem ser lavados diariamente. Procure utilizar xampus específicos para cabelos oleosos.

As hidratações podem ser realizadas uma vez ao mês.

Cabelos Secos ou Ressecados

Os cabelos secos possuem aspecto seco ou ressecado da raiz às pontas. Geralmente são fios ásperos, quebradiços, sem brilho e com frizz. Outro fator que atormentam as mulheres que têm esse tipo de cabelo é o fato de eles não possuírem balanço, serem difíceis de pentear, além do volume excessivo.

Uma característica do cabelo seco é o fato das escamas, que compõem a camada externa dos fios, abrirem-se com o cabelo mais vulnerável aos agentes externos – como poluição, vento, sol e processos químicos, como as tinturas e os permanentes.

As hidratações podem ser feitas uma vez por semana ou até condicionadores serem substituídos por máscaras hidratantes profissionais. Usem e abusem delas!

DICA:

Procure sempre ler no frasco de shampoo para qual tipo de cabelo ele é adequado. De preferência, use sempre os demais produtos – como condicionador, creme sem enxágue, silicone – da mesma linha e marca, para proporcinar melhor resultado no final.

email